Fazendo Acontecer

Notícias

25.11.2016

Comitê 80 em 8 evolui na aprovação do Projeto de Lei de cotas para mulheres nos Conselhos de Administração


O Comitê 80 em 8, que tem por objetivo apoiar e aumentar o respeito e a valorização das carreiras profissionais das mulheres, especialmente das mulheres executivas em direção aos altos cargos de gestão, tem, desde o seu início, lutado pela implantação de ações afirmativas em prol da concretização dessa igualdade de gênero nos ambientes profissionais, em seus variados aspectos.

Uma das suas mais fundamentais frentes de ação tem sido a luta pela implantação da cota de gênero, por meio da qual se consiga aumentar de forma concreta e decisiva a presença de mulheres nos Conselhos de Administração das empresas.

Depois de muitos esforços, ao longo deste mês de novembro, o Comitê conseguiu um grande avanço em sua luta pela implantação desse mecanismo.

Após intensa atividade de Advocacy, levada à frente por integrantes do Comitê dentro do Senado Federal, que está prestes a votar o Projeto de Lei que institui cotas mínimas para Mulheres nos Conselhos de Administração de Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista, foram obtidos importantes apoios de Senadores, que manifestaram sua intenção de votar a favor desse projeto de lei defendido pelo Comitê 80 em 8 e pelo Grupo Mulheres do Brasil.

Durante a semana de 7 de novembro, as integrantes do Comitê Maria Fernanda Teixeira, Raquel Preto, Fatima Zorzato e Maria Luiza Lima, contando ainda com o apoio de Tonico Pereira da DPZT e Boris Utria do Banco Mundial, estiveram durante vários dias em Brasília para uma série de reuniões e conversas com os Senadores que integram a Comissão de Constituição e Justiça e que votarão o projeto de lei.

A DPZT desenvolveu materiais especiais contendo dados estatísticos e informações variadas muito significativas, organizadas por integrantes do Comitê, todas elas mostrando o impacto positivo que a presença de mais mulheres nos cargos de alta gestão das empresas teria não só na vida dessas empresas, mas também para a economia do país como um todo.

As atividades foram muito intensas e também muito positivas, por isso há boas expectativas para a aprovação desse projeto de lei dentro do Senado.

Várias ações foram estruturadas em conjunto com a bancada feminina do Congresso e, especialmente, com a Procuradora da Mulher no Senado, a Senadora Vanessa Grazziotin e a equipe da Procuradoria da Mulher do Senado.)

13.06.2016

Depoimento de Raquel Preto

líder do Comitê de Combate à Violência Contra a Mulher e do Comitê de Cultura

“Queridas MdBs, esta terça-feira foi um dia inesquecível e histórico para o nosso GMdB, e penso que todas as integrantes desta comitiva haverão de concordar comigo neste aspecto. Registremos, portanto, este 31 de maio de 2016. Passamos o dia inteiro dentro do Congresso Nacional em Brasília, participando de reuniões, na primeira parte na Procuradoria da Mulher do Senado, com a Senadora Vanessa Graziotin e a equipe técnica da Procuradoria da Mulher, momento esse muito importante para a compreensão de cenários diversos. E, na sequência, acompanhando os trabalhos da Comissão Permanente Mista, do Senado e Câmara, de Combate à Violência Contra a Mulher. Aliás, uma sessão intensa, forte; muito emocionante pelo conteúdo dos debates e os fatos dos últimos dias. E, finalmente, participando da manifestação e caminhada de Senadoras e Deputadas pelos corredores e salões do Congresso Nacional e no seu grande hall, a área intermediária entre as duas casas do  Congresso Brasileiro, o grande hall que ao longo da história do Brasil tem abrigado muitas manifestações históricas, embates poderosos, enfrentamentos ideológicos, enfim, o local que tem sido o cenário de parte relevante é muito fundamental do nosso país. Caminhamos lado a lado com a bancada feminina, infelizmente ainda pequena, mas impressionantemente muito corajosa e muito digna. Demos braços e mãos, empunhamos cartazes com palavras de ordem contra a Violência Contra a Mulher, bradamos em conjunto palavras de ordem e observamos com alguma tristeza as dificuldades diversas especialmente impostas às Mulheres nos espaços públicos. Nos emocionamos, mas também enchemos os pulmões com convicção ao protestarmos contra a cultura do estupro, contra a violência contra as Mulheres, contra a subrepresentação feminina, e, o meu protesto preferido, contra o patriarcado, a verdadeira raiz de tudo isso. Até vivenciamos uma dose de enfrentamento físico ao sermos barradas pelos seguranças do Plenário da Câmara, mas que afinal foi superada, por meio de movimentos espertos da bancada feminina. E, assim, conseguimos adentrar o plenário da Câmara dos Deputados para lá dentro protestar. Enfim, um dia que chegou ao final com uma pequena grande vitória, aproveitando essa janela de oportunidade contextual que nos surgiu ao longo dos últimos dias. E fato é que foi aprovado o PL que tratava dos estupros, nas modalidades múltiplo e coletivo, e também institui os agravamentos de pena”.



[+] Clique e leia a reportagem completa

14.04.2016

MULHERES DO BRASIL

Poema por Marilene Aguiar

SONHO JUVENIL,
MULHERES DO BRASIL
AVANTE VAMO ENFRENTE!

MULHERES SÊ CORAJOSA SE VALOROSA
MUDE O CENÁRIO DA VIDA,
PLANTE COM SUA SEMENTE,SEMEI E COLHA
SEMPRE,

VAMOS ENFRENTE MULHERES QUERIDAS,
VAMOS AGIR E ABRIR ESPAÇOS PRA VALORIZAR
ESSE PAIS!

03.03.2016

Crenças que alavancam o desempenho pessoal e empresarial

Por Betania Tanure

Em minha última coluna analisei algumas crenças limitantes, aqueles modelos mentais que levam as pessoas a avaliações equivocadas de uma situação, a decisõs e a ações que não garantem ou até prejudicam o seu desempenho.

Recebi inúmeros e-mails com comentários e agradecimentos. Em meio a suas observações, um leitor me desafiou a escrever sobre outro tipo de crenças: aquelas que, em vez de limitar, podem alavancar a nossa performance.

Vou explorar, então, o outro lado da moeda. Mas peço que antes de começar a ler o próximo parágrafo você tente identificar quatro convicções ou crenças que impulsionam o seu desempenho, refletindo-se positivamente nos resultados da sua empresa.

Faça isso: 30 segundos bastam. Anote-as, se preferir, e na sequência analise-as com base nas que apresento a seguir. É um bom exercício de autoavaliação. Se alguma das suas convicções for diferente das que cito aqui, ou se você quiser compartilhar sua opinião, mande-me uma mensagem (betaniatanure@betaniatanureassociados.com). Adoraria conhecer um pouco do que você pensa.

Em qualquer avaliação, o melhor custo é sempre o melhor critério. A grande crença alavancadora é que devemos buscar com toda a vigilância o melhor custo. Em outras palavras, é preciso chegar à melhor relação custo-benefício.

É por isso que as licitações são quase sempre ineficientes, ou quase nunca eficientes, sobretudo em se tratando de serviços. E atenção ao optar pelo menor custo, tão em moda em épocas de crise.

[+] Clique e leia o artigo completo

30.11.2015

É preciso cuidado para não perder o trem do desenvolvimento

Por Betania Tanure

Competência e desempenho são companheiros inseparáveis. Até alcançar o nível de performance desejado, passamos por um processo de aprendizagem em que nossa competência é continuamente posta á prova.

Esse processo se dá em basicamente quatro estágios e é de extrema importância que saibamos, a cada fase, onde estamos. Sem um olhar crítico e atento a isso, podemos "perder o trem" do desenvolvimento e, assim, não atingir o desempenho esperado.

No início, você nem se dá conta do seu nível de (in)competência. Suas convicções não lhe permitem interpretar corretamente a realidade, seja porque você não tem o grau de autoconhecimento necessário para perceber suas limitações, seja por uma suposta arrogância de só ver defeitos nos outros. Nesse estágio você é inconscientemente incompetente.

Na etapa seguinte, você desce a máscara da arrogância. Os fatos lhe foram impostos duramente ou você compreendeu que é preciso incorporar um novo conjunto de capacidades. Ingressou no estágio do conscientemente incompetente. Certamente a sua posição é melhor que na primeira etapa, mas esse não é o seu sentimento, já que antes a percepção disso estava obscurecida. Quando se ignora a realidade, não existe sofrimento.

Ao adquirir esse nível de consciência, é preciso ter disciplina, persistência e apoio para continuar no processo. É como fazer atividade física. Quando, ciente das suas dificuldades, você se prepara para correr cinco quilômetros, pode ter a sensação de que não vai conseguir. Enquanto algumas pessoas se sentem impulsionadas a ir em frente por já estarem se exercitando há meses, outras, esmorecem: "já faz meses que tento, e ainda não consigo. Vou desistir!"

Não desista! Imponha um ritmo e novos estímulos para avançar para o terceiro estágio, do conscientemente competente. Voltando ao exemplo da atividade física: continue treinando e, com esforço e disciplina, finalmente conseguirá correr a distância desejada.

[+] Clique e leia o artigo completo

26.10.2015

Luiza Helena Trajano é eleita um dos líderes mais admirados do Brasil pela Carta Capital


A presidente do Magazine Luiza e do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), Luiza Helena Trajano, é um dos líderes mais admirados do Brasil de acordo com uma pesquisa da revista Carta Capital e do Instituto Officina Sophia Conhecimento Aplicado, realizada com 1.200 executivos de todos os setores da economia. Neste ano, a empresária ficou em segunda lugar. O primeiro é Jorge Paulo Lemann, sócio da 3G Capital. Completam as cinco primeiras posições Roberto Setubal (Itaú-Unibanco), Abílio Diniz (BRF) e Luiz Carlos Trabuco (Bradesco).

Os empresários mais admirados do país foram conhecidos nesta segunda-feira (26/10), no Hotel Unique, em São Paulo, durante a cerimônia de premiação da 18ª edição de "As Empresas Mais Admiradas no Brasil", que teve o objetivo de homenagear as empresas e os empresários que mais se destacaram no país. O Magazine Luiza também está nesta seleta lista.

O evento, considerado uma das principais comemorações corporativas do Brasil, foi aberto com um debate sobre Os rumos do Brasil para 2016, com o ex-ministro Delfim Netto, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo e a empresária Luiza Helena Trajano.

As empresas foram avaliadas a partir de 13 critérios: mais responsável com o meio ambiente e a comunidade; produtos e serviços de qualidade; qualidade de gestão; maior solidez financeira; mais inovadora; marca mais forte e desejada no mercado (notoriedade da marca); mais comprometida com o desenvolvimento do país; melhor ambiente de trabalho/mais preocupada com o desenvolvimento do profissional; ética; respeito com os consumidores; maior capacidade de competir globalmente; mais comprometida com o desenvolvimento sustentável e mais ativa/presente nas redes sociais.

19.08.2015

Luiza Helena participará do Programa Saia Justa, do canal GNT.


A Luiza Helena irá participar de um bate-papo super legal com as apresentadoras Astrid Fontenelle, Maria Ribeiro, Mônica Martelli e Barbara Gancia. Não percam, dia 19/8/2015, às 21h30.

MDB/News

informativo

Novembro

24/11/2016

ver

18/11/2016

ver

Outubro

20/10/2016

ver

Setembro

21/09/2016

ver

Agosto

23/08/2016

ver

Julho

21/07/2016

ver

Junho

13/06/2016

ver

Maio

13/05/2016

ver

Abril

30/04/2016

ver

18/04/2016

ver

Março

30/03/2016

ver

15/03/2016

ver

Fevereiro

30/02/2016

ver

15/02/2016

ver

Janeiro

30/01/2016

ver

15/01/2016

ver

2015

Dezembro

16/12/2016

ver